• Davi Sampaio

A grande final da Libertadores

Palmeiras e Santos disputam a conquista da América no dia 30 de janeiro às 17 horas, no Maracanã. Pela terceira vez na história, a final da Libertadores será entre dois times brasileiros. E é a primeira vez que dois times paulistas disputam a grande taça!


Imagem: Conmebol Libertadores


O grande dia está chegando. O jogo que todos os amantes do futebol esperam. Os brasileiros, os argentinos, os paraguaios, os chilenos, os venezuelanos, a América em sua totalidade ama a Libertadores. E o Brasil representará esse amor com dois clubes gigantes, Palmeiras e Santos. Ademir da Guia e Pelé, Marcos e Gylmar dos Santos, Alex e Elano, Edmundo e Robinho, Gabriel Jesus e Neymar. Tantos nomes icônicos que passaram por esses dois times hoje são representados por jogadores como Rony e Marinho, Gabriel Menino e Kaio Jorge , Weverton e João Paulo, Gustavo Gómez e Lucas Veríssimo. Os atuais jogadores já escreveram sua história nos clubes, mas querem mais! Podem se tornar ídolos e entrar na mesma prateleira de diversos jogadores renomados conquistando o tão sonhado título.


Imagem: Thiago Bernandes/Estadão


O Palmeiras chega para disputar sua quinta final de Libertadores, tentando conquistar a América pela segunda vez, o que nenhum palmeirense imaginaria no começo da temporada. O Palmeiras perdeu seu principal jogador e ídolo do clube, Dudu, além de ter contratado pouquíssimos reforços. Mas mesmo assim, Vanderlei Luxemburgo voltou ao clube, e depois de doze anos, o Verdão voltou a conquistar o Campeonato Paulista. Um título inesquecível para os palmeirenses, com uma cena inesquecível: o último pênalti batido por Patrick de Paula. A base, que há pouco tempo praticamente não era usada no Verdão, se tornou elemento chave para a temporada 2020/2021. Mas foi com o acerto do português Abel Ferreira que o Palmeiras encontrou seu melhor futebol no ano. A equipe melhorou no Brasileirão e chegou nas finais da Copa Libertadores e da Copa do Brasil, inclusive com uma goleada histórica por 3 a 0 contra o River Plate, na Argentina. Uma equipe baseada em uma mentalidade, como diz seu próprio técnico.



Imagem: Getty Images


O Santos também disputa sua quinta final de Libertadores e tenta seu quarto título, jamais imaginado por qualquer santista no inicio da temporada. Mesmo com um ano conturbado em relação à diretoria e às finanças, inclusive com o impeachment do presidente José Carlos Peres, o Santos chegou na final. Com um time totalmente aguerrido e um técnico vencedor, a equipe se estruturou no Campeonato Brasileiro e venceu favoritos na Libertadores, como o time do Boca Juniors. Cuca propôs um time com marcação em encaixes individuais e contra-ataques rápidos. Deu muito certo, devido à velocidade de jogadores como Marinho e Soteldo. Assim como o Palmeiras, diversos jogadores da base foram importantes na temporada, como os goleiros João Paulo e John e os atacantes Kaio Jorge e Lucas Braga. A raça e o sangue dos jogadores contribuíram demais para que o Santos chegasse na final.



Imagem: Alexandre Loureiro


Qualquer que seja o resultado, as duas equipes são vencedoras. Seja pela similaridade entre troca de técnico ou de presidente e pelo uso da base ou pela diferença entre as cores da camisa. Em um ano tão turbulento, com surtos de contaminados pela Covid-19, com os estádios sem torcida, e com pouquíssimo tempo de treino, Palmeiras e Santos se tornaram os dois melhores times da América. Não é possível falar qual time merece mais. Ambos se superaram. E os dois querem muito esse troféu! Com certeza, será um excelente jogo para todos os amantes de futebol, principalmente para palmeirenses e santistas.


17 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

​Nos Acréscimos

  • Instagram - White Circle
  • Spotify

© 2020 todos direitos reservados a Nos Acréscimos. 

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now