• Vinicius Soares

Clubes mineiros se preparam pra voltar

Atualizado: 2 de Jun de 2020


Mesmo com os campeonatos paralisados, os bastidores dos clubes da capital foram movimentados. No final de março, o Atlético-MG anunciou uma redução da folha salarial em 25%, com exceção de funcionários cujos vencimentos não ultrapassam R$5 mil, para se adequar à nova realidade financeira. Em meados de maio, o Galo demitiu mais de 50 funcionários de vários setores do clube, para reduzir despesas. O Cruzeiro, que sofre uma severa crise política, aplicou, no início deste mês, a mesma porcentagem nas reduções salariais de jogadores e comissão técnica, além de suspender o contrato de servidores.

O time de Vespasiano retornou aos treinos primeiro, em 19/05, com muitas novidades: seis atletas estão fora dos planos do treinador Jorge Sampaoli, são eles os atacantes Ricardo Oliveira e Franco Di Santo, os meias José Welisson, Edinho e Ramon Martínez, e o lateral Lucas Hernández. Além disso, o Galo se aproxima da contratação do volante Léo Sena, de 24 anos, junto ao Goiás. Clube e jogador já possuem um acordo, porém ainda falta a liberação da equipe goiana, que espera uma compensação financeira pela transferência.

Desde a volta dos treinos, as  baixas aconteceram nesta última terça-feira, 26, com os volantes Gustavo Blanco, que sofreu uma ruptura do tendão do músculo reto femoral no quadril, Jair, que teve um entorse do joelho esquerdo seguido de ruptura do menisco medial, e irá passar por cirurgia para correção da lesão. Já Blanco, que convive com seguidas contusões desde 2018, passará por tratamento conservador na Cidade do Galo. Além deles, neste domingo, 31, o meia Cazares testou positivo para o novo coronavírus e já está afastados dos treinamentos.

(Foto: Pedro Souza/Atlético)


O rival Cruzeiro passou por muitas turbulências nos bastidores e mudanças no comando do clube. Em 19/05, a FIFA notificou a Raposa de que irá começar a Série B com 6 pontos a menos, devido ao não pagamento da dívida de R$5 milhões pelo empréstimo do volante Denilson, em 2016. Dois dias depois, eleições foram realizadas e Sérgio Santos Rodrigues foi eleito com mandato até o fim do ano, substituindo o Conselho Gestor, que atuava desde a queda do time, em 2019. Um dos primeiros atos de Rodrigues foi a contratação do ex-jogador Deivid, como diretor técnico, que trabalhará em conjunto com o Diretor de Futebol, Ricardo Drubskcy.

Em 26/05, o departamento jurídico do clube conseguiu uma importante conquista: a redução da punição pelos incidentes no jogo contra o CSA, ano passado. A pena passou de 3 jogos com portões fechados para somente uma, a ser cumprida na Série B, quando for possível a presença de público nos estádios. Lembrando que o Cruzeiro ainda tem 3 partidas a serem cumpridas sem torcida, por causa do vandalismo no Mineirão durante o jogo que decretou o rebaixamento, contra o Palmeiras, na última rodada do Brasileirão.

No mesmo dia, os treinos foram retomados na Toca da Raposa II, e com muitas novidades em campo. São elas: o meia Régis, contratado junto ao Bahia, e o lateral Patrick Brey, que retorna de empréstimo e será aproveitado durante a disputa da Segunda Divisão, além do técnico Enderson Moreira, que acertou sua vinda para o Cruzeiro no início da paralisação do futebol no Brasil, e realizou seu primeiro contato com o elenco celeste. Neste domingo, aconteceu a primeira baixa nos treinamentos: o jovem atacante Vinicius Popó, diagnosticado com COVID-19. O atleta está afastado dos treinamentos desde sexta-feira, quando realizou o teste para a doença.


(Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro)




179 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

​Nos Acréscimos

  • Instagram - White Circle
  • Spotify

© 2020 todos direitos reservados a Nos Acréscimos. 

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now