• Vinicius Soares

Quem acredita sempre alcança

Liverpool quebra jejum de 30 anos e é campeão inglês


Desde 1990, vários jogadores passaram pelo Liverpool, torcedores faleceram e novos nasceram. O que eles têm em comum? Nenhum deles viu os Reds conquistarem o campeonato inglês. Neste período, os torcedores viveram um verdadeiro martírio em busca da glória maior na Inglaterra: campanhas que quase deram o primeiro título da era Premier League, como a da temporada 13/14, em que Gerrard escorregou em campo e viu a taça escorregar para o Manchester City, ou na temporada 18/19, quando os comandados de Jürgen Klopp chegaram a 97 pontos, mas foram novamente vice campeões para os Citizens. Pra piorar, seu principal rival Manchester United, que tinha 7 títulos contra 18 do Liverpool, conquistou 13 vezes o campeonato e ultrapassou o time da cidade dos Beatles.

Gerrard escorrega na partida Liverpool 0x2 Chelsea, em 2014


Apesar do enorme jejum, nesses 30 anos tiveram momentos de glória para o Liverpool, como a final da Copa da UEFA 2001 (atual Europa League) contra o Alavés: título conquistado após vitória por 5x4 em Dortmund, na prorrogação. Não podemos esquecer também o histórico Milagre de Istambul em 2005, quando os Reds buscaram um empate heroico por 3x3 contra o Milan nos primeiros 15 minutos do segundo tempo, depois de estar perdendo por 3x0 na primeira etapa. A orelhuda veio após a disputa de pênaltis, 3x2 para os ingleses. Em 2016, mais uma virada e classificação pra conta: 4x3 sobre o Borussia Dortmund, nas quartas de final da Liga Europa. Os alemães venciam por 3x1 no início do segundo tempo, e levaram a virada nos acréscimos. Ano passado, na final britânica contra o Tottenham, vitória por 2x0 em Madrid e o hexacampeonato europeu. Mesmo assim, existia nos torcedores do Liverpool um sentimento de ausência. Faltava, ainda, a Premier League.


Gerrard com a taça após o Milagre de Istambul, em 2005


Até que nesta temporada, tudo mudou. O time formado por Alisson, Alexander-Arnold, Van Dijk, Joe Gomez, Robertson, Fabinho, Henderson, Wijnaldum, Mané, Salah e Firmino, comandado por Jürgen Klopp, quebrou um tabu de 30 anos e conquistou pela primeira vez um título na era Premier League, o 19º da história do Liverpool. Uma conquista tão histórica e tão esperada pelos torcedores não conseguiu segurar o lado vermelho da cidade de Liverpool em casa, mesmo vivendo tempos de isolamento social. A torcida dos Reds invadiu as ruas da terra dos Beatles e fez uma festa digna do tempo de espera, em frente ao Anfield.


Torcida do Liverpool fazendo a festa em frente ao Anfield


A campanha do título


Um título tão aguardado tinha que vir também de forma histórica: 31 jogos, 93 pontos em disputa. O Liverpool conquistou 86, com 28 vitórias, 2 empates e apenas uma derrota, para o Watford, fora de casa. 70 gols marcados, segundo melhor ataque, e 21 gols sofridos, a melhor defesa da Premier League. 100% de aproveitamento jogando em Anfield, 16 vitórias em 16 jogos. A conquista dos Reds veio após a goleada por 4x0, em casa, sobre o Crystal Palace, aliada a derrota do vice líder Manchester City por 2x1 contra o Chelsea, em Londres. A Premier League chegou às mãos do Liverpool com 7 rodadas de antecedência, um novo recorde. E mais marcas podem ser quebradas nessa campanha, como por exemplo o de mais pontos conquistados, que atualmente pertence ao Manchester City da temporada 2017/18, de 100 pontos.


Um título quase invicto, 27 rodadas de invencibilidade, sendo 18 vitórias seguidas, até a derrota para o Watford na 28ª rodada, por 3x0. Nada que atrapalhou um time predestinado a vencer e entrar para a eternidade. Mas em uma história tão sofrida de espera, não poderia faltar drama. Mesmo em um título praticamente garantido, existia a incerteza de conquistá-lo, por causa da paralisação da Premier League devido à pandemia de COVID-19 na Inglaterra e no mundo e a dúvida se seria possível retomar o campeonato. Mas a espera pela confirmação valeu a pena, o tão desejado campeonato inglês veio de forma histórica.


Jogadores se reúnem e comemoram o título após derrota do Manchester City


Um time para a história


Com uma base forte e entrosada desde a temporada 2017/18 treinada por Jürgen Klopp, quando chegou à final da Liga dos Campeões e foi derrotado para o Real Madrid, o Liverpool fez poucas contratações, porém precisas, como o goleiro brasileiro Alisson, após a Copa do Mundo 2018. A junção de uma defesa fortalecida, com Alisson e o zagueiro Van Dijk, e um ataque feroz com o trio Salah, Firmino e Mané, além de destaques como os laterais Robertson e Alexander-Arnold, é o segredo de um time forte que entrou para a história, que por enquanto conquistou a Champions, após 14 anos, um Mundial de Clubes de forma inédita, e a tão almejada Premier League, depois de 30 anos. O atual elenco do Liverpool, com certeza, ficará marcado na memória e no coração de milhões de torcedores do Liverpool.


(Para saber mais sobre os brasileiros campeões pelo Liverpool, clique aqui: https://www.nosacrescimos.com.br/post/o-especial-toque-brasileiro-no-título-inglês)

Liverpool no Mundial de Clubes 2019

23 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo